“PATO MUDO” PROJECTO TRAVESSA DA ERMIDA PROMOVE OBRA PÚBLICA QUE ALIA A TRADIÇÃO DO AZULEJO AO DESIGN CONTEMPORÂNEO

 

Image

Na parede do Jardim Botânico Tropical, perpendicular à Travessa do Marta Pinto, onde se situa o projecto que promove a iniciativa, este painel passará a fazer parte da paisagem urbana da cidade de Lisboa e do bairro de Belém. Concebida pelo conceituado estúdio de Design Pedrita, o “Pato Mudo” caracteriza-se por um painel constituído por 559 azulejos de 15X15cm recuperados de mais de 10 fábricas, a maior parte delas já extintas. O painel ocupa uma área de 4,5m (alt.) x 5,5m (Larg.).

 

O estúdio Pedrita recorreu para a composição desta obra à “técnica Grão”, que consiste numa composição de painéis de carácter fotográfico, onde são utilizados azulejos portugueses industriais em fim de linha. Partindo de uma base digital, dezenas de azulejos são colocados lado a lado compondo uma imagem maior.

 

Esta técnica é utilizada em superfícies (fachadas, empenas, muros, entre outros), que compreendem dois possíveis momentos de leitura de uma determinada imagem, correspondendo a cada um deles um determinado afastamento entre painel e observador: o da escala humana, para quem circula perto do painel e se apercebe de vários desenhos e motivos dos azulejos que o compõem, e o da escala urbana, para quem circula a uma maior distância, e consegue obter, com um olhar, a total percepção da imagem reproduzida.

 

 + informação : http://www.travessadaermida.com/

 

Anúncios
Nota | Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s